Seção de atalhos e links de acessibilidade

Prefeito de Nortelândia Zema Fernandes anuncia aquisição de hospital para atender Nortelândia e Região


Data: 01 de Outubro de 2021

O prefeito municipal de Nortelândia (250 km de Cuiabá) Zema Fernandes (PP), acaba de anunciar, durante uma entrevista as Rádios Clube FM de Arenápolis e Difusora FM de Nortelândia, a compra do prédio onde funciona o Hospital e Maternidade Nossa Senhora de Sant’ana.

A estrutura física pertencia à iniciativa privada, e durante a campanha eleitoral do ano passado, o fechamento da unidade hospitalar, ocorrida em setembro de 2019 pela Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado de Saúde. A instalação hospitalar foi interditada e fechada por deficiência na gestão e também por problemas de engenharia, e só foi reaberta neste ano, após investimentos feitos pelo empresário e ex-senador Cidinho Santos, passando a operar como centro de covid. Na reinauguração, estiveram presentes o Governador Mauro Mendes, deputados, secretários e lideranças políticas.

O chefe do poder executivo municipal, destacou a ousadia de transformar a unidade particular em pública, e que o investimento inédito, busca ofertar serviço público de saúde com qualidade, e de uma vez por todas acabar com a novela do fecha e abre do hospital.

“Nenhum gestor anterior teve a nossa coragem e ousadia, de comprar essa estrutura e entrega-la ao povo, e eu sempre disse que não coloco dinheiro do povo para beneficiar alguns, senão a coletividade. Agora esse hospital é do povo de Nortelândia. ”

Zema Fernandes, esclareceu que agora encaminhará o projeto autorizativo a Câmara Municipal, para deliberação e prosseguir com o processo de incorporação do hospital para a administração pública local.

“O nosso interesse na aquisição, passa pela vontade popular, mas também após o empresário Cidinho Santos ter feito uma ampla reforma no prédio, e o Governador Mauro Mendes ter anunciado que destinará R$ 1,5 milhão, para fazermos a reforma no segundo andar, além de outras melhorias. Acima de tudo estaremos devolvendo para o nosso povo os recursos pagos por eles, através dos impostos, pois o recurso para aquisição será da fonte 100 do município, ou seja, recursos próprios” finalizou.

As negociações com os proprietários se arrastam a vários meses, e foram concluídas nesta semana ao custo de R$ 1,5 milhão de reais, que serão pagos com recursos próprios.