Hino

Sant'Ana rio de água fria corre ligeiro pro rio paraguai
Sant'Ana mãe de Maria,
Aos garimpeiros proteção daí.

Trabalhando pela vida desde moço,
De cidade fui passando outras cidades.
Nortelândia, cidade de Mato Grosso,
Foi só lá que encontrei felicidade.

Sempre livre do relógio do patrão,
No garimpo fui deixando os anos meus.
Nunca quis saber de escravidão,
No garimpo fui meia-praça de Deus.

Sant'Ana rio de água fria corre ligeiro pro rio paraguai
Sant'Ana mãe de Maria,
Aos garimpeiros proteção daí.

Falar mal de Nortelândia eu não consinto,
Lá peguei muito diamante e muito ouro.
Mas, agora, fui deixando o meu garimpo,
Pois que um dia encontrei o meu tesouro.

Sant'Ana rio de água fria corre ligeiro pro rio paraguai
Sant'Ana mãe de Maria,
Aos garimpeiros proteção daí.

Mas o que me trouxe a felicidade,
Não foi ouro, diamante, não foi nada,
Foi achar o amor da fraternidade,
Compreendi o grande amor que o povo irmana.

Sant'Ana rio de água fria corre ligeiro pro rio paraguai
Sant'Ana mãe de Maria,
Aos garimpeiros proteção daí.